O INSTITUTO
CONHEÇA UM POUCO MAIS
SOBRE O ICAD
CIRURGIAS
TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE OS
PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS
ONDE ATUAMOS
LOCAIS DE ATUAÇÃO EM GOIÂNIA -GO COM MAPAS ATUALIZADOS...
DOENÇAS
DOENÇAS DO APARELHO DIGESTIVO E OBESIDADE
 
| HOME    | CONVÊNIOS    | EXAMES    | NOVIDADES    | ICAD INDICA    | CONTATO    | DÚVIDAS E RESPOSTAS
 
Exames
 
 

PH-METRIA ESOFÁGICA DE 24 HORAS

Phmetria
O esôfago é um tubo muscular que leva alimento e líquido da garganta para o estômago. A parede muscular do esôfago automaticamente se contrai quando a pessoa deglute. Esse tipo de contração, chamada peristalse, ocorre como uma onda para empurrar o alimento do esôfago para o estômago. Uma outra parte importante do esôfago é o esfíncter inferior do esôfago (EIE). É um anel muscular localizado onde o esôfago entra no estômago. Este músculo especializado permanece fechado e apertado na maior parte do tempo. Ele se abre somente para permitir a passagem do alimento e líquido para o estômago. Ocasionalmente o esfíncter inferior do esôfago abre em momento inadequado, permitindo um refluxo ácido do estômago para o esôfago. Isto é chamado refluxo ácido. O refluxo é responsável pela azia. Quase todo mundo já teve a experiência de ter azia ocasionalmente, isto na verdade não tem significado importante. Entretanto quando a azia é constante isto pode acarretar lesão importante no esôfago. O pH é uma medida de acidez ou alcalinidade. É a mesma medida feita no solo ou na água das piscinas. O teste de pH mede a freqüência que o fluxo ácido do estômago banha o esôfago e mede a intensidade da acidez durante 24 horas.

Equipamento
O equipamento do pH esofágico é um tubo pequeno, fino, com um sensor na extremidade. Este sensor mede a acidez. O tubo é gentilmente passado pelo nariz até a extremidade do esôfago. O sensor é conectado a um gravador portátil que é atado ao cinto da roupa. No período de 24 horas a acidez do esôfago é gravada em um pequeno computador. Quando o paciente sente azia ou outro sintoma, ele anota o que está fazendo e o momento do evento. Após o término da monitorização o pequeno computador será ligado a um outro computador que fará a leitura do conteúdo gravado nas 24 horas.

Razões para o exame
Há um número de sintomas que se originam do esôfago, incluindo azia, dificuldades para engolir alimentos ou líquidos e dor torácica. A medida do pH esofágico é de grande importância na avaliação desses sintomas, e permite o médico tratar do refluxo ácido. Adicionalmente, a medida do pH pode ser útil na determinação do sucesso ou não do tratamento do refluxo ácido. Assim este exame é feito antes e após um tratamento especialmente o tratamento cirúrgico de refluxo ácido.
 

Preparação
A preparação é muito simples: O paciente deve ficar em jejum 8 horas antes do exame. Preferentemente o esôfago deverá ser examinado em estado natural sem estar sob efeito de qualquer medicamento. Algumas drogas que podem ajudar refluir o ácido para dentro do esôfago devem ser evitadas alguns dias antes da realização do exame.

O procedimento
O tubo fino e macio é gentilmente passado pela narina. Quando o paciente estiver deglutindo, a ponta do tubo entra no esôfago e rapidamente o sensor é passado por um nível desejável do esôfago. Este tubo então é conectado a um gravador preso na cintura e o paciente terá suas atividades diárias habituais, ou seja, não necessita de internação.

Resultados
Normalmente há vários mecanismos para manter o esôfago livre de ácido. O primeiro é a saliva, cujo pH neutraliza a acidez do estômago. O segundo fator é as contrações musculares do esôfago. E o terceiro é a contração do esfíncter inferior do esôfago. Geralmente o teste de pH mostrará uma pequena quantidade de ácido no esôfago, várias vezes durante o dia e a noite. Isto é normal para a maioria das pessoas, e o paciente não terá sintomas. Caso os fatores protetores acima mencionados não funcionem adequadamente, o teste mostrará um maior grau de duração da acidez no esôfago.

Benefícios e alternativas
O benefício maior é que o médico terá documentado a intensidade de duração da acidez no esôfago. Com estas informações o planejamento do tratamento será mais eficiente. Enquanto há outros exames usados para estudar o esôfago como a radiografia e a endoscopia, nada substitui a medida do pH esofágico.

Efeitos Colaterais e complicações
Geralmente não há sérios problemas associados com o exame de pH esofágico. Uma vez o tubo estando no esôfago, é usualmente bem tolerado.

Resumo
pH esofágico é um método valoroso para se determinar à severidade do refluxo ácido para dentro do esôfago. Com estas informações o médico poderá desenvolver um tratamento efetivo.

 
     
| Home
| O Instituto
| Locais de Atuação
| Política de Privacidade
| Contato
| Cirurgia da Obesidade
| Doenças
| Convênios
| Exames
| Novidades
| ICAD Indica
Cadastre-se e receba nossos Informatívos
   
62. 3224-8710 / 3089-9121
+ Formas de contato
Copyright © 2011 Instituto de Cirurgia do Aparelho Digestivo e Obesidade. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Alguns Internet Studio